A Miss Turquia perdeu seu título nesta sexta-feira, um dia depois de ganhá-lo, após a divulgação de um tuíte seu em que comparava sua menstruação com o sangue derramado pelas vítimas do falido golpe de Estado de 2016. A vencedora do principal concurso de beleza do país, Itir Esen, causou polêmica quando a mensagem que escreveu há dois meses foi difundida nas redes sociais.

“Esta manhã fiquei menstruada para celebrar o dia dos mártires do 15 de julho. Comemoro este dia vertendo o sangue derramado por nossos mártires”, tuitou Esen, de 18 anos, no dia 16 de julho, um dia depois do primeiro aniversário da tentativa de golpe de Estado.

As declarações da miss indignaram muitos internautas em um país onde a memória das vítimas do falido golpe de Estado ainda está muito viva. Os organizadores do concurso retiraram a vitória de Esen e asseguraram que não haviam visto o tuíte antes de sua eleição.

“A organização Miss Turquia, cujo objetivo é promover e dar uma boa imagem da Turquia ao mundo, não pode aceitar uma publicação assim”, declararam os organizadores do concurso em um comunicado divulgado no Facebook.

Itir Esen, de 18 anos, sorri após ser coroada como Miss Turquia 2017, em Istambul AP
ANCARA —

Por Patrícia Cassemiro

Responder