Igreja Matriz de Picos – Foto: Wesley Monteiro

Dia de Corpus Christi é celebrado com festa na Catedral de Picos. A festa acontece todos os anos, logo após a festa da Santíssima Trindade, em alusão à quinta-feira santa quando Jesus instituiu o sacramento da eucaristia.

O Bispo Diocesano de Picos, Dom Plínio José Luz da Silva, fala da importância da data para a igreja católica “é um ato de elevado valor, porque quando saímos em procissão do corpo de Cristo, nós sabemos pela nossa fé, que ali está a presença de Cristo vivo no meio de nós”, relata dom Plínio.

Uma das maiores festas da igreja católica, Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV no dia 8 de Setembro de 1264. Onde prescreveu que na quinta feira após a oitava de Pentecostes, fosse oficialmente celebrada a festa em honra do Corpo do Senhor. Todo católico deve participar dessa Procissão por ser a mais importante de todas que acontecem durante o ano, é a única onde o próprio Senhor sai às ruas para abençoar as pessoas, as famílias e a cidade. Em Picos Centenas de fiéis lotaram a catedral de Nossa Senhora dos Remédios, para participarem da celebração eucarística e em seguida da procissão .Ruas e avenidas por onde passaria a procissão receberam decoração especial dos fiéis católicos .

Avenida Getúlio Vargas – Foto: Wesley Monteiro

A Coordenadora Geral da Pastoral da Acolhida, Francisca Soares, de 44 anos, participou da montagem dos tapetes de Corpus Christi no centro da cidade, ela fala que é uma forma de fazer algo para Jesus Cristo “um momento onde a gente tem a oportunidade de fazer algo para Cristo, pra mim é uma forma de agradecer a Jesus, por tudo que eu tenho, pela pessoa que eu sou, pela cristã  e por ser católica praticante”, afirma Francisca Soares.

confecções dos tapetes na Avenida Getúlio Vargas – Foto: Daniela Pereira

A confecção dos tapetes teve inicio às seis horas da manhã, a missa começou às 17 horas  e logo após , os fiéis saíram em procissão pela Avenida Getúlio Vargas, no centro da cidade, até a igrejinha do Sagrado Coração de Jesus.

Por Wesley Monteiro

Responder