Por Manoel José

A deputada estadual Jannaína Marques (PTB) foi condenada mais uma vez em Ação Civil Pública por improbidade administrativa. A ação foi movida pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). No processo, é alegado que Jannaína, enquanto prefeita de Luzilândia, deixou de prestar contas, no prazo estipulado, dos recursos repassados para serem aplicados no Programa de Apoio aos Sistemas de Ensino para Atendimento à Educação de Jovens e Adultos.

Além de aplicar pena de ressarcimento integral do dano ao erário, no valor de R$ 117.466,64, a juíza federal Vládia Maria De Pontes Amorim determinou perda do cargo público que serviu de instrumento para a prática do ato ímprobo ora reconhecido, suspensão dos direitos políticos, pelo prazo de cinco anos, a contar do trânsito em julgado desta sentença, pagamento de multa civil no valor de R$ 50 mil, com correção e juros de mora, a partir da publicação desta sentença,com o uso da Taxa Selic, cujo valor reverterá ao Tesouro do Município de Luzilândia/PI e proibição de contratar com o Poder Público, inclusive de Luzilândia/PI, pelo prazo de três anos, qualquer que seja a modalidade contratual.

Janaínna Marques atualmente é deputada estadual, foi Secretaria Estadual de Infraestrutura do Governo do Estado do Piauí até se desvincular para concorrer à reeleição. Além de Luzilândia, também já foi prefeita no município de Joca Marques.

Atualmente, a deputada estadual está sendo cotada para ser vice na chapa encabeçada pelo governador Wellington Dias (PT). Contudo, ainda aguarda uma definição do ex-senador João Vicente Claudino (PTB), que é pré-candidato ao Governo. Caso JVC desista, a ala do PTB que está na base, condiciona o apoio à indicação de Jannaína para a vaga.

Responder