Moda

Ola , sou Francisco Cassemiro , natural de Recife .Publicitario ,consultor de moda,pos graduado em fashion stylle em Barcelona na Espanha, faço fotografia, produção e cobertura de eventos relacionados a area . Moda é minha paixão, seja de rua , à alta costura, e tenho na comunicação minha maneira de expressar e trabalhar com esse universo. Acredito que para falar de qualquer coisa é importante falar de dentro para fora e de fora pra dentro, então aqui traremos tudo que for importante de moda que acontece no mundo e no mundo da moda.

Moda Mineira 2018

No começo do mês de outubro tivemos as apresentações do line-up da vigésima primeira edição do Minas Trend Preview com desfile das empresas afiliadas ao Sindijoias, que responde por 34,8% das exportações brasileiras de joias e bijuterias.

O estado é líder na exportação de produtos do tipo até por ser o estado que contém a maior quantidade de pedras preciosas no país, que servem de matéria prima para a produção de joias e bijuterias.

Nessa edição o desfile organizado pelo Sindijoias ( sindicato do setor) trouxe o coral do SESI Minas para cantar enquanto as modelos desfilavam com vestidos brancos de cetim, confeccionados pela grife Madrepérola, e com maxi colares e maxi brincos misturados com um Styling incrível que faz uma ode ao Maximalismo também utilizando joias nos ombros e em grande comprimento para os colares.

Outros protagonistas do evento foram o tricô que apareceu até em peças com estampas gráficas no desfiles de Lucas Magalhães e de Natalia Pessoa, peças que remetem ao conforto como moletons, macacões e peças com modelagem oversized, que marcaram os desfiles da Mollet e da Plural e claro que muitos detalhes artesanais como bordados e trabalhos manuais que já fazem parte da tradição da moda mineira.

Não deixe de conferir imagens dos desfiles abaixo:

Por Francisco Cassemiro 

Perfil fashion: Iris Apfel 

Iris é uma decoradora de interiores, famosa pela sua ousadia nos seus looks com acessórios extravagantes e coloridos, sempre misturando várias tendências de várias épocas, materiais e origens, ela usa desde um colar de pérolas Chanel a um de contas de plástico comprado em um brechó de bairro.

Sua marca registrada são os óculos  oversized de grau  redondos que ela usa que até já viraram coleção na marca eyebobs. Tudo isso com um detalhe muito particular: ela tem 96 anos de idade.

Isso mesmo nosso ícone é uma senhora de 96 anos que se tornou tão referência que já teve looks exibidos em uma exposição no Metropolitan Museum de New York, em 2007, apresentou peças de seu guarda-roupa para o livro “Rare Bird of Fashion: The Irreverent Iris Apfel”; em 2011, fechou parceria com a M.A.C para lançar uma coleção de maquiagem. Já foi capa da “Dazed & Confused”, e em 2015 teve sua vida dirigida por Albert Maysles (que morreu em março).

“Aprendi com minha mãe que apenas com um vestido preto, mudando os acessórios, você pode ir a qualquer lugar, incluindo uma festa de gala”. É uma das frases que ela diz em um documentário feito pela netflix falando da sua vida.

Ela também diz que “Envelhecer não é para maricas, vou te contar. É muito engraçado”. No documentário, mesmo com dificuldade para andar e muitas vezes em cadeiras de rodas, ela mostra que faz questão de fazer compras em lojas de rua e manter seu dia com a agenda lotada. Para ela, se você deixa de fazer aquilo que está acostumado por causa da idade, simplesmente vai ficar esperando a morte.

Mais do que uma grande fashionista Iris é um exemplo de vida, de envelhecimento saudável e trabalho. Não deixe de conferir fotos do estilo excêntrico é maravilhoso dela abaixo.

Por Francisco Cassemiro 

Versace faz revival as modelos dos anos 90 em homenagem a Gianni

Faz algum tempo que não ouvimos falar de grandes modelos que marcaram o mundo da moda nos anos 90.Nomes como: Cindy Crawford, Helena Christensen, Claudia Schiffer, Naomi Campbell , modelos legendarias e queridinhas da marca e de Gianni Versace se uniram a um super time que incluía até a cantora, modelo, e ex 1a dama da França Carla Bruni, para homenagear o estilista nesse ano que marca o seu vigésimo aniversário de morte.

Tão interessante e nostálgico quanto essa equipe foram os looks da coleção apresentada em Milão, que traziam estampas de correntes, de conchas, com tema animal, além das cores fluorescentes e pastéis que compunham looks muito vistos em grupos de supermodels nas páginas da  revista Vogue americana na década de 90.

Tudo devidamente reformulado para a moda atual e utilizando de uma precisão notável nas estampas, que se torna possível pelo uso da tecnologia atual para estamparia. Foi uma grande celebração da arte do aclamado criador da Versace, inclusive durante o evento se repetia o refrão “Isso é para você,Gianni”, que chegou a incluir até alguns looks feitos por ele mesmo do arquivo da marca.

Não deixe de conferir abaixo algumas fotos do desfile icônico e as reinterpretações atuais da essência de Gianni Versace nos looks.

Por Francisco Cassemiro 

Laranja, a cor do SPFW 2017/2018

Bem como diz o famoso seriado da Netflix, “Orange is the new black” (laranja é o novo preto), e no caso da semana de moda mais importante do Brasil, isso ocorra bem de fato.

O laranja foi usado nas mais diferentes tonalidades e mais diferentes materiais e se estabelece como a cor da estação para a primavera/verão do nosso país.

De acordo com os especialistas de moda da Vogue e do site FFW, isso aconteceu por conta de uma junção de fatores conceituais muito importantes.

Primeiramente a valorização do tropicalismo brasileiro na moda nacional e até internacional, marcas como Charlotte Olympia fizeram coleções inspiradas em ícones como Carmem Miranda e a bossa nova. E a cor laranja remete muito a essa tropicalidade pois representa o nascer e por do sol e remete bastante a dinamismo e energia, características conhecidas do verão sul americano.

Segundamente existe uma tendência a utilização de cores saturadas, em semanas de moda ao redor do mundo as cores que marcaram foram amarelo bem forte, rosa schoking, verde.

Mas sem mais delongas o conselho é utilizar laranja pra dar aquele up nos seus looks, e vale em qualquer item de vestuário, de um vestido oversized a brincos de miçangas, usando laranja você estará na tendência.

Abaixo seguem alguns dos nossos looks favoritos do evento nessas tonalidades, com foco especial para o vestido curto da estilista Glória Coelho e o longo texturizado da Lilly Sarti.

Por Francisco Cassemiro

Por dentro do SPFW 2017/2018: A tendência eco

Considerada a semana de moda mais importante da América latina e uma das maiores do mundo, o São Paulo Fashion Week ocorreu na semana que passou, e como sempre traz tendências únicas e que irão definir como serão os próximos visuais na cena de moda brasileira e internacional.

Nesta edição tivemos oportunidade de observar uma tendência que vem crescendo bastante não só no mundo da moda, mas em todos os âmbitos da sociedade, a ecologia e o consumo consciente.

E o mais interessante foi observar como essa tendência foi utilizada de diversas formas pelas mais diferentes marcas, desde a marca de beachwear Tryia, que desenvolveu peças a partir de jeans que serão descartados, até acessórios dignos de alta costura como as bolsas feitas com palhas nativas da Amazônia pela estilista Giuliana Romanno.

Outras interpretações interessantes foram a da marca Sissa que utilizou sobras de tecido para confeccionar acessórios, e a marca Osklen, já conhecida pelos seus e-fabrics feitos de algodão reciclado, que nesta temporada trouxe bolsas feitas de madeira de reflorestamento.

E por ultimo não podemos deixar de destacar a marca À La Garçonne, que trouxe peças vintage para passarela, aprestando várias técnicas de customização para reutilização de peças.

Essa trend além de trazer peças incríveis e naturais promove a reciclagem, o consumo consciente e a consciência ambiental, portanto ela é totalmente recomendada para todos.

Por Francisco Cassemiro 

O poder do calendário Pirelli 2018

0

Há mais de 50 anos a famosa marca automobilística Pirelli reúne os mais badalados fotógrafos e modelos do mundo da moda para realizar a publicação, são fotos envolvendo muita sensualidade, lembrando os tradicionais calendários de oficinas de carro, porém sempre com um conceito diferente já tendo tratado até de feminismo junto a prestigiada fotógrafa Anne Leibovitz em 2016.

Esse ano o responsável pela direção criativa e fotografia foi Tim Walker, fotógrafo conhecido por abordar temas de fantasia, trazendo para seus trabalhos uma mescla incrível entre o real e o surreal.

Para o calendário desse ano ele decidiu trabalhar a história de Alice no país das maravilhas de Lewis Carroll, mas não parou por aí ele resolveu utilizar um casting totalmente composto de pessoas negras. “A história de Alice foi contada tantas vezes e de tantas formas, mas sempre com um castingbranco”, disse ele em entrevista ao The New York Times.

O styling ficou por conta de Edward Enninful, ninguém menos que o editor chefe da Vogue britânica. A ideia do fotógrafo foi mostrar e questionar as noções de beleza referentes à representatividade de personagens ficcionais, que quase sempre se resume a ideia de beleza caucasianos.

Personalidades como a atriz Lupita Nyong’o, a drag queen  Ru-Paul , a também atriz Whoopi Goldberg e os modelos Thando Hopa e Naomi Campbell foram alguns dos nomes clicados por Tim Walker para o mais famoso anuário do mundo.

Não deixe de conferir abaixo fotos do calendário e um vídeo da produção das fotos.

https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=JzVE7tNpoGA

Por Francisco Cassemiro

20 Anos da morte de Gianni Versace

0
No último dia 15/07 fez 20 anos que o prestigiado estilista foi assassinado e deixou no mundo a inspiração de sua moda extremamente sensual e feminina eternizada em sua Grife de sobrenome homônimo.
A Versace existe desde 1978 em Milão e apesar de fazer jus a suas raízes italianas a marca foi desenvolvida inspirada toda em elementos da Grécia antiga, não é a toa que a imagem escolhida para representar a marca é um desenho inspirado na Medusa, personagem grega de mitos clássicos, e elementos típicos e iconográficos dessa estética como desenhos de colunas.
O estilo da marca é voltado para o glamour e sempre acentuando as formas femininas e masculinas trazendo visuais com apelo sexy. Abaixo temos foto de um desfile da marca em 1991.
Atualmente a marca é comandada pelos irmãos de Gianni, Donatella, como estilista e diretora criativa e Santo como presidente, a marca manteve seu alto padrão de consumo e prestigio e hoje é uma das mais valiosas do mundo. Abaixo podemos observar o desfile de alta costura da marca para o inverno 2017/2018.
A culminância da celebração da obra desse mestre foi feita pelo Museu Arqueológico da cidade italiana Nápoles e apresenta mais de 30 itens históricos da marca, vindos de uma coleção particular de Antonio Caravano, e tem curadoria de Sabrina Albano.
Por Francisco Cassemiro

Semana de moda de Paris Inverno 2018 – Alta costura focada nos detalhes

0

 

Essa semana tivemos um dos maiores eventos de moda do mundo a prestigiada semana de moda de alta costura de Paris.

Por ser uma tradicional capital europeia e representar a casa dos mais antigos e clássicos ateliers de alta costura, esse evento sempre foi e continua a ser um símbolo de elegância e luxo.

Esse ano as maisons convidadas, em sua maioria, fizeram jus a essa tradição e classe e trouxeram para a alta costura uma moda não necessariamente conceitual mas com detalhes primorosamente trabalhados e delicados. De mosaicos de tecidos a milhares de miçangas aplicadas harmonicamente, se pode observar o trabalho artesanal e técnico perfeito feito para as peças.

A marca italiana Fendi trabalhou muito com formas e volumes criados com os tecidos e peles de maneira bastante feminina e moderna.

Já a americana Rodarte, desfilando como marca convidada no evento, trouxe para seus vestidos clássicos aplicações de pedrarias mescladas com rendas, exibindo luxo e sofisticação.

O estilista Giambatistta Valli trouxe uma mistura de bordados perfeitos com grippies trazendo um aspecto artesanal porém sem deixar de lado a elegância típica da marca.

E por fim, mas definitivamente não menos importante a Chanel trouxe uma belíssima coleção que incluía tanto aplicações de flores feitas de tecidos diferentes, criando volumes incríveis, quanto composições com miçangas e pedrarias trazendo uma riqueza aos detalhes dos vestidos com silhuetas clássicas que vieram em cores escuras e combinados com chapéus retro, e ainda nos presenteou com um vídeo mostrando um pouco do processo de produção dessas peças tão especiais, confira o link abaixo:

https://youtu.be/LgQBa3t_Yag

Por Francisco Cassemiro

Millennial Pink, a cor do momento

1

Em várias passarelas ao redor do mundo, como o inverno 2016 da Gucci, Marc Jacobs e Miu Miu, observamos o uso intenso de uma cor em comum, um tom de rosa claro, quase pastel.

O chamado rosa millennial (ou millennial pink) se tornou a cor do momento e já é possível verificar que essa tendência já dominou várias marcas inclusive de fast fashion, como a Zara que lançou uma coleção com mais de 10 peças nessa tonalidade, e muitas famosas como Lady Gaga e Katy Perry se jogaram em looks totalmente compostos por peças nessa tonalidade.

A presença da cor como forte tendência está associada a alguns fatores, primeiramente ele é muito similar a uma das cores do ano de 2016 da famosa escala Pantone, o Rose Quartz que virou até uma das cores padrão dos Iphones da Apple.

Segundamente essa cor vem junto com uma conotação política importante do nosso momento histórico, o nome Millennial não vem a toa, ele remete a ultima geração de jovens e traz para a cor uma característica típica dessa geração: a cultura agender, que propõe igualdade de gêneros, inclusive na hora de vestir, portanto essa cor é unissex e já marca uma importante mudança no guarda roupa dos homens também, de acordo com pesquisas da WGSN houve um aumento de mais de 40% do numero de peças masculinas em tons de rosa em marcas de fast fashion.

Ficou com vontade de utilizar essa tendência? Uma boa dica é observar como certos ícones de estilo atuais estão utilizando para ter inspirações, uma grande fã desse tom de rosa é a top model Gigi Hadid, que consegue utilizar a cor em diferentes situações e contextos de maneira sempre elegante e estilosa.

Já para o público masculino, o cantor Pharrel Williams, sempre cheio de estilo, também é fã da tendência e consegue utiliza-la tanto em looks mais esportivos, como em situações mais elegantes.

Por Francisco Cassemiro

Rihanna + Manolo Blahnik, a culminância da influência da cantora na moda.

0

Essa semana a popstar de Barbados, Rihanna, lançou uma coleção de sapatos de luxo em parceria com ninguém menos do que o balado designer Manolo Blahnik, cujos artigos são dos mais desejados por qualquer fashionista, até mesmo a atriz Sarah Jéssica Parker.
A coleção intitulada So Stoned, conta com calçados em design minimalista e clássico para os modelos, porém chama a atenção pelo uso de muitas pedras preciosas enfeitando os sapatos. O resultado é uma coleção muito original, feminina como é a assinatura da marca, e com toques exóticos e sensuais que por sua vez são marcas do estilo da cantora.

Essa não é a primeira colaboração que ela faz colaborações com marcas de moda, já lançou produtos pela gigante esportiva Puma, na verdade foram 3 partes de uma grande coleção intitulada Fenty, que chegou a ser apresentada na semana de moda de Paris de setembro de 2016.

Já desfilou pela Chanel, em 2014, em uma coleção marcante e ousada que foi toda exibida em um supermercado criado inteiramente com produtos da marca só para o evento, ao lado de top models como Cara Delevigne.

Além disso nesse mesmo ano de 2014 Rihanna recebeu do CFDA (Conselho de Fashion Designers dos EUA) o prêmio de ícone fashion do ano, de tamanha importância que foi entregue por ninguém menos que editora chefe da Vogue Americana Anna Wintour.

 

 

Por Francisco Cassemiro

Recent Posts