Politicando

Politicando

Marcelo Rocha é jornalista há 31 anos. Já trabalhou nas emissoras de Televisão no Piauí, TV Clube, TV Antena 10, TV Meio Norte, TV Antares e TV Delta. Foi diretor-geral da TV Delta e Costa Norte, na cidade de Parnaíba. Já esteve nos jornais, O DIA e Meio Norte. Já fez programas radiofônicos na rádios Pioneira AM e Difusora AM, em Teresina. Atualmente, apresenta um programa na Jockey FM e é jornalista e colunista no jornal Diário do Povo.

Deputado diz que Ciro “desesperado” inventa desistência de Wilson Martins

As especulações de que o candidato ao Senado, Wilson Martins (PSB), iria desistir da candidatura e disputar uma vaga de deputado federal foi negada pelo irmão dele e deputado estadual Wilson Martins (PSB). Para o parlamentar, esses rumores foram criados pelo senador Ciro Nogueira (PP) que está desesperado por saber que vai perder na eleição de outubro.

Rubem Martins garante que Wilson Martins será senador eleito e que Ciro Nogueira está no desespero

Rubem Martins afirma que não existe nenhuma cogitação de Wilson Martins abandonar a candidatura de senador. “Sem cogitação disso. Isso é molecagem de Ciro Nogueira que vai perder a eleição e fica no desespero. Isso é coisa do Ciro Nogueira que esta perdido na eleição e está no desespero. Wilson Martins é candidato a senador, vai eleito e eu quero que eles acompanhem o líder”, afirmou Rubem Martins.

O deputado do PSB lembra que as pesquisas eleitorais para senador do Piauí publicadas apresentam o nome de Ciro Nogueira como lanterna.

“O Ciro Nogueira é lanterninha. O Ciro Nogueira está lá em baixo, o bichim. Está perdendo até para o Frank Aguiar, né”, afirmou Rubem Martins.

Os boatos da desistência de Wilson Martins da disputa de senador do Piauí surgiram após a desistência do sobrinho dele, deputado federal Rodrigo Martins (PSB), de concorrer a reeleição.

Por Marcelo Rocha

Luciano Nunes diz que no atual Governo existe descaso para com as pessoas

Ao comentar o grande número de adesões que vem recebendo diariamente à sua campanha o candidato a governador pelo PSDB, deputado Luciano Nunes, avalia que o fato se deve ao descontentamento da população do Estado com o que vem ocorrendo no Piauí, no que definiu como um descaso do atual governador com as pessoas e com os serviços básicos de que a população necessita.

“Eu fico muito feliz com estas manifestações de apoio que a gente vem recebendo porque elas mostram exatamente o que nós percebemos no Estado hoje. Um sentimento de insatisfação muito grande com os principais serviços prestados pelo governo paralisados”, analisou o tucano.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ele falou que a população não aguenta mais tanto descaso, desgoverno e isso faz com que todos anseiem por mudança na postura política e na forma de administrar. “Nós vislumbramos e queremos representar esse novo momento para o estado do Piauí; um momento de organização da máquina administrativa para fazermos um governo de verdade, com os serviços públicos funcionando porque é isso que importa para a população”, enfatizou Luciano Nunes.

Na tarde da última terça-feira (14), o candidato do PSDB recebeu no escritório de campanha a visita de várias lideranças que foram declarar apoio à candidatura dele. Dentre elas destacam-se os vereadores Isael Lopes e Raimundo Filho e o ex vice-prefeito Valdir Bandeira, ambos de Domingos Mourão, no Norte do Estado.

Também estiveram com Luciano para declarar apoio à candidatura dele os ex-prefeitos Atiano Bezerra, de São José do Piauí e Avelar Moura, de Campinas do Piauí, além de Avelar Ferreira, ex-prefeito de São Raimundo Nonato.

Deputados derrubam veto a reajuste de 4,5% do Ministério Público

O veto teve 16 votos contrários dos deputados presentes à sessão

O Plenário da Assembleia Legislativa derrubou, nesta terça-feira (14), o veto do governador Wellington Dias ao Projeto de Lei 23/2018 do Ministério Público Estadual que reajusta em 4,5% os salários dos servidores daquele órgão. O veto, que teve 16 votos contrários dos deputados presentes à sessão plenária, já havia sido rejeitado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) com base em parecer apresentado pelo deputado Gessivaldo Isaias (PRB).

Antes da votação, o deputado Francisco Limma Lulla (PT), líder do Governo, disse que os integrantes da bancada da situação estavam liberados para votar de acordo com suas consciências, enquanto o deputado Marden Menezes (PSDB) afirmou que os parlamentares oposicionistas já haviam tomado a posição de dizer não ao veto governamental.

Por sua vez, o deputado Gessivaldo Isaias disse que o seu parecer contrário ao veto atendeu reivindicação apresentada pelo Sindicato dos Servidores do MPE. A votação aberta e nominal foi conduzida pelo deputado Zé Santana (MDB), que, ao final, anunciou o resultado. O deputado José Lavor Nery, o Nerinho (PTB), destacou o trabalho realizado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), no sentido de que as votações ocorram normalmente em plenário durante o período eleitoral.

 

 

Fonte: Alepi

Supremo Tribunal Federal rejeita denúncia contra Ciro Nogueira

Três ministros do STF não aceitaram a denúncia da Procuradoria-Geral da República

Por maioria de três votos a um, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou, nesta terça-feira (14), denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Ciro Nogueira (Progressistas), em processo da Operação Lava Jato.

“Quero agradecer a todos do Piauí que sempre acreditaram em mim. Eu sempre disse que honraria meu mandato. Que entraria na minha vida pública de cabeça erguida e assim eu continuo, de cabeça erguida, prestando contas e consciente de que sempre trabalharei para o bem desse estado e do povo do Piauí”, disse Ciro Nogueira, ao receber a notícia no final da tarde.

Os votos favoráveis foram dos ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Apenas o ministro Edson Fachin, relator do processo, votou para receber a denúncia. Segundo o ministro Ricardo Lewandowski, não houve evidências para instauração de ação penal. Presidente da Turma, Lewandowski, considerou, também, que não se pode confiar em acusações de delatores e que a denúncia é tida como “natimorta”.

O senador Ciro Nogueira enfatizou, ainda, que “honestidade é um dever de todo cidadão e a obrigação de todo político”.

Wellington Dias é acusado de usar o Palácio de Karnak como gabinete eleitoral

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) do Piauí ingressou com uma denúncia contra o governador Wellington Dias no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A representação foi ajuizada por conduta vedada e abuso de poder econômico por Wellington Dias realizar várias reuniões com deputados do MDB para a formação da chapa majoritária da reeleição do petista.

A denúncia foi assinada pelo advogado Maklandel Aquino e ajuizada no TSE. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luiz Fux, encaminhou o processo para o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí julgar primeiro.

Em uma das reuniões, o governador descartou Themístocles Filho da vaga de vice

No entendimento do PSOL, quem participou das reuniões políticas eleitorais no Palácio de Karnak praticaram abuso de poder econômico e conduta vedada ao usarem a sede do Poder Executivo estadual. Em uma dessas reuniões, o governador Wellington Dias informou aos deputados do MDB que o presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho, não iria ocupar a vaga de vice-governador na sua chapa. A escolhida foi a senadora Regina Sousa. O MDB teria a vaga de senador para ser ocupada pelo deputado federal Marcelo Castro.

O PSOL denúncia o governador Wellington Dias, o deputado federal Marcelo Castro e os deputados estaduais Severo Eulálio, Themístocles Fillho, João Mádison, Liziê Coelho e Pablo Santos. O Partido Socialismo e Liberdade apresenta várias matérias com fotos publicadas sobre essas reuniões na representação.

A denúncia do PSOL foi revelada pelo jornalista Aquiles Nairó, no Blog Código do Poder.

TRF nega pedido para Lula participar de debate na TV

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, decidiu rejeitar novo pedido feito pelo PT para autorizar a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no debate que foi realizado sexta-feira  (9), às 22h, na TV Bandeirantes, com candidatos à Presidência da República nas eleições de outubro.

Na decisão, a desembargadora Cláudia Cristina Cristofani entendeu que o PT não tem legitimidade para fazer o pedido em nome de Lula. Na segunda-feira (6), a juíza Bianca Arenhart negou o mesmo pedido.

Lula está preso desde 7 de abril, na sede da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, em função de sua condenação a 12 anos de prisão na ação penal do caso do triplex do Guarujá (SP). Para o PT, como pré-candidato, Lula tem direito de participar do debate.

De acordo com o partido, o pedido de registro de candidatura do ex-presidente deve ser protocolado no dia 15 de agosto, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Após o registro, o tribunal vai avaliar se Lula será enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados por órgãos colegiados.

 

Fonte: Agencia Brasil

PT realiza evento na Vila Irmã Dulce e Gleisi Hoffmann confirma candidatura de Lula

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffman, esteve em Teresina, na tarde de ontem (11) onde reafirmou a candidatura do ex-presidente Lula. Segundo ela, Lula garantiu que está mais empolgado que nunca e que sabe da importância da militância durante os dias que antecedem o registro da candidatura.

“O presidente Lula me disse que após esses 125 dias em que ele está preso, só aumenta a vontade dele de ajudar o povo brasileiro. Ele me disse que lembra bem o que dizia dona Lindú, sua mãe, para que ele fosse resistente, que não desistisse, pois sempre dava certo, e está dando certo”, destacou a senadora.

O ex-prefeito de São Paulo e vice na chapa encabeçada por Lula, Fernando Haddad, não esteve presente. Apesar de ter sido anunciada sua vinda, o petista não pode comparecer devido agenda política.

Foto: Manoel José

O evento organizado pela Juventude do PT, aconteceu na Vila Irmã Dulce, na zona Sul de Teresina. Lá, centenas de petistas, e integrantes do PC do B, como o ex-deputado federal Osmar Júnior, do PTC, o vereador Ítalo Barros e do PCO, a professora Lourdes Melo, se fizeram presentes.

Em um dos discursos mais enfáticos, o deputado federal Marcelo Castro (MDB), pré-candidato ao Senado, chamou o juiz Sérgio Moro de estúpido. A fala se deu quando o deputado lembrava que Lula foi condenado sem ter provas concretas. “Moro é um estúpido. Não há provas contra o presidente Lula”, disse Marcelo Castro.

O governador Wellington Dias também discursou e lembrou da ex-deputada federal Francisca Trindade, um dos maiores ícones do PT do Piauí. “Lembro bem da luta da companheira Trindade. Uma vez viemos aqui, ainda era desabitado, no começo da ocupação, e só tinha seguranças armados impedindo a entrada das pessoas, eu era vereador à época. Tivemos que vir acompanhados de Dom Miguel Fenelon Câmara”, lembrou o governador.

A presidente da Juventude petista no Piauí, Marina, moradora da Vila Irmã Dulce, também destacou os avanços sociais conquistados ao longo das gestões do PT, tanto em nível estadual quanto federal.

“Lembro muito bem, que quando chegamos aqui andávamos quilômetros em busca de água, com lata na cabeça. Não tínhamos casa e morávamos sem condição alguma. A primeira visita do presidente Lula, em 2002, foi aqui. Ele veio com o governador Wellington Dias e prometeu casa para nós. Fomos agraciados com os programas sociais e conseguimos nossas casas, água encanada e energia elétrica”, disse Marina.

O pré-candidato a vice-presidente de Lula, Fernando Haddad não veio participar do evento no Piauí.

fonte;parlamentopiaui

Severo Eulálio é o novo presidente da Executiva do MDB de Picos

O deputado estadual Severo Eulálio foi eleito o novo presidente da Executiva Municipal do MDB de Picos. A convenção foi realizada na sexta-feira (10), na Câmara Municipal. Além da eleição de Severo Eulálio, durante o evento, o partido recebeu mais de 70 novos filiados.

O deputado Assis Carvalho foi uma das lideranças que prestigiou a convenção do MDB

O evento do MDB picoense contou com a presença de lideranças políticas do Estado, vereadores, prefeitos da região picoense e do presidente estadual do PT, deputado federal Assis Carvalho. O presidente da Câmara de Picos, vereador Hugo Victor, também, marcou presença na convenção da legenda emedebista.

Na oportunidade o deputado Severo Eulálio ressaltou que assume a Presidência do partido com muita alegria e honra, pois ocupar a presidência do partido que o avô dele, Severo Maria Eulálio, ajudou a fundar é algo impagável.

Ainda em discurso o parlamentar emedebista disse que via “tal oportunidade também como uma missão de contribuir com o fortalecimento do nosso MDB. Tivemos cerca de 70 novos filiados que chegam ao nosso partido para somar, tornando-o cada vez mais forte”.

Confira a nova diretoria do MDB de Picos:

Diretoria executiva

Presidente – Severo Maria Eulálio Neto

1º vice-presidente – José de Ribamar Gonçalves Macedo

2ª vice-presidente – Maria Creusa Nunes Barbosa

Secretário geral – Tiago Saunders Martins

Secretária adjunta – Alice Luísa Barros de Alencar

Tesoureiro – Francisco Carmélio Bezerra

Primeiro vogal – Fabiano Neiva Eulálio

2ª Vogal – Elcizoneide Teixeira Araújo

1ª Suplente – Layana Oliveira Rufino

2º Suplente – Luís Rodrigues Coelho

3ª Suplente – Antônia Maria de Sousa Leal

4ª Suplente – Eudóxia Maria Barros Dantas

 

Conselho Fiscal

Antônio Barbosa Sobrinho

Elvídio Josino de Araújo

José Cércio Gonçalves de Macedo

Raimundo Natan Portela Leal

Solimar Leopoldino Dantas Filho

 

Suplentes

Geraldo Gomes de Lima

Giselle Martins Dantas

Iara da Silva Batista Portela

Ronaldo Sousa Borges

Erton Maia

 

Luciano Nunes defende que escola precisa ser extensão da casa

Em visitas ao Norte do Estado o candidato ao Governo do Estado, Luciano Nunes (PSDB) garantiu que o Piauí vai ter escolas voltadas também para o lazer, a cultura e o esporte. De passagem por José de Freitas, em um giro pelo Norte do Estado, o candidato foi recebido por dezenas de lideranças de todos os partidos. Luciano Defendeu que a escola precisa ser uma extensão da casa, com atividades que vão além do ensino regular e que este modelo será acessível em todos os municípios.

Deputado teve encontro com lideranças do Norte do Estado

A maratona do candidato incluiu visitas também aos municípios de José de Freitas, Cabeceiras, Barras, e Esperantina, onde manteve entendimentos com lideranças que decidiram apoiar o tucano na sua tentativa de se eleger governador do Piauí. “Compreendemos que o Estado vive um caos administrativo. O governador elevou para 69 o número de secretarias e resolveu fazer uma administração só para políticos”, afirmou Luciano.

Nos municípios por onde passou Luciano Nunes recebeu inúmeras reclamações por causa das péssimas condições de saúde que o Estado oferece. Entre as reclamações estão a de pessoas que precisam se deslocar para Teresina para fazer uma ultrasonografia. “Como governador, vou cortar metade destas secretarias e o dinheiro economizado vai para a saúde. Vou criar quatro hospitais como o HUT de Teresina, um deles em Parnaíba os Hospitais de Urgência do Piauí, um deles em Parnaíba, para trazer o atendimento de urgência para mais perto das pessoas”, disse o candidato.

Luciano Nunes segue por municípios do Norte do Estado durante o fim de semana acompanhado de importantes lideranças locais como o prefeito de Parnaíba, Mão Santa.

 

 

Fonte: Ascom

Elmano Férrer afirma que é necessário fomentar o empreendedorismo

O pré-candidato ao Governo do Estado, Elmano Férrer (PODEMOS), visitou o Shopping da Cidade neste sábado (11). O centro conta com mais de 1500 pontos e gera renda para centenas de famílias da capital.
Elmano ouviu as necessidades dos permissionários e visitantes. Uma das reivindicações mais citadas pelos que lá passavam era a falta de estacionamento na região.

Ainda neste sábado, Elmano visitou o Parque Lagoas do Norte, projeto que trabalhou pela sua execução durante sua gestão na Prefeitura de Teresina.“É necessário fomentar o empreendedorismo. Assim as pessoas têm sua independência. Não se pode governar para políticos. Temos que trabalhar é pelo povo e nós continuamos o nosso trabalho. Tenho mais de 50 anos de serviço público, sem me servir da coisa pública. É necessário organizar o Estado, começando pela redução dessas secretarias e coordenadorias. Precisa organizar e trabalhar pelo povo”, afirmou Elmano Férrer, que esteve acompanhado do pré-candidato a vice, Luiz Ayrton, e da pré-candidata ao Senado, Flávia Barbosa.

fonte;parlamentopiaui

 

Recent Posts