A Justiça Eleitoral expediu uma decisão proibindo a coligação “A vitória com a força do povo”, encabeçada pelo governador Wellington Dias (PT), de exibir novamente o programa eleitoral transmitido na última segunda-feira, dia 17 de setembro.

O programa foi impugnado pela coligação “Mudar para cuidar da nossa gente”, e o juiz Raimundo Holland Moura de Queiroz entendeu que, de fato, houve irregularidade na inserção da chapa governista, que desrespeitou o artigo 54 da Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) e o artigo 66 da Resolução nº 23.551/2017, do Tribunal Superior Eleitoral.

O programa de Wellington cometeu irregularidade ao exibir imagens de apoiadores por um período superior a 25% do tempo total da inserção, o que é vedado pelos artigos citados anteriormente.

“Observo, a prima facie, que os apoiadores tiveram maior destaque e apareceram por mais tempo que o próprio candidato e, por muitas vezes, em cena externa, sem a sua presença

Responder