Movimento Sem Terra (MST) monta acampamento no local (Foto: Catarina Costa/g1)

Pelo menos 200 famílias do Movimento Sem Terra (MST) ocupam na manhã desta terça-feira (25) parte das terras de uma fazenda pertencente à família do senador Ciro Nogueira (PP-PI), presidente nacional do PP. O G1 entrou em contato com a assessoria, que ainda se pronunciará a respeito. A fazenda fica localizada em Teresina, às margens da BR-316, saída Sul da capital. O Movimento Sem Terra (MST) afirmou que a ação de protesto acontece em todo o país.

A ação teve início às 5h da manhã desta terça e os organizadores esperam que pelo menos 1 mil famílias estejam no local até o final desta semana. O clima no local é tranquilo, sem a presença de policiais e os manifestantes fazem a limpeza do terreno para instalação de um acampamento.

Grupo faz limpeza do terreno onde pretendem ficar (Foto: Catarina Costa/G1)

João Luiz Vieira, da direção nacional do Movimento Sem Terra (MST) no Piauí, afirmou que o grupo reivindica a desapropriação da terra, afirmando que há famílias que necessitam do espaço para trabalhar, já que estariam sem emprego e em situação complicada. A área seria improdutiva, segundo os ocupantes.

“Vamos ficar aqui, fazer nossa roça e começar a trabalhar. Há nove anos solicitamos ao (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) Incra a desapropriação dessas terras e conseguimos apenas uma parte, agora queremos que tudo seja desapropriado”, declarou.

Nacionalmente, o MST divulgou nota dizendo que a invasão é parte da jornada de protestos em defesa da reforma agrária, contra o governo Temer e pelo combate à corrupção. Além disso, faz parte das ações do Dia do Trabalhador Rural, comemorado nesta terça-feira (25).

Fonte: G1 PIAUÍ

Responder