O escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) anunciou, nesta terça-feira, que as forças de segurança venezuelanas “agrediram” e “torturaram” de forma “generalizada e sistemática” manifestantes e presos. O órgão acusou as forças de segurança de serem responsáveis pela morte de pelo menos 46 manifestantes – de 124 mortes investigadas até 31 de julho no contexto das manifestações – e de realizar mais de 5.000 prisões arbitrárias. Os grupos armados pró governamentais, chamados de “coletivos armados”, seriam por sua vez responsáveis por 27 mortes.

Responder