Foto: Reprodução

A operação carro-pipa acontece há vários anos contemplando alguns povoados na município de Picos, através do 3º Batalhão de Engenharia e Construção- 3º BEC e a Defesa Civil de Picos. Tem como objetivo fornecer água de qualidade para comunidades que sofrem com a escassez da mesma. No município são duas rotas de carros pipas, fornecendo água mensalmente nos povoados que são atingidos pela seca ou estiagem.

O coordenador da defesa civil de Picos, Oliveira Luz, fala como é feito o processo da rota dos carros pipas. “Aqui em Picos são duas rotas, se houver mais de dois carros cadastrados, vai para o sorteio, os dois primeiros sorteados vão fazer o fornecimento de água nessas duas rotas, os outros ficam para outro sorteio, depois de três meses”, ressalta Oliveira.

Os povoados que são abastecido pelos carros pipas são: Carnaíba I e II, Custaneira, duas residencias na comunidade Serra do Tanque, Chapada do Mucambo, Chapada do Fio e Chapada dos Pereira. A água nos povoados Carnaíba I e II, é salobra, inapropriada para o consumo  humano.

“Nas comunidades carnaíba I e II, a água é inapropriada para o consumo humano, então a Defesa Civil, através do 25º Batalhão de Caçadores (25 BC), ainda, mandou abastecer essas famílias com água potável”, afirma Oliveira.

Segundo Oliveira, a água tem todo um processo higiênico para chegar até as comunidades e servir ao consumo humano. “a água fornecida é pega em um poço na cidade de Dom Expedito Lopes, todas as carradas de 8 mil litros são colocadas em uma patilha de cloro, para que a água fique totalmente pura”, relata.

A operação carro-pipa distribui água potável para a população situada nas regiões afetadas pela seca ou estiagem, especialmente no Semiárido nordestino e norte de Minas Gerais. A ação é uma parceria do Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil, com o Exército Brasileiro.

 

 

 

Responder