Com a ausência da oposição e da bancada do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), a Câmara Municipal de Picos realizou na tarde desta quinta-feira (08), a sessão de abertura do ano legislativo. O prefeito Padre Walmir Lima (PT) esteve presente fazendo a leitura da mensagem anual relativa às ações desenvolvidas em 2017 e o que pretende realizar em 2018.

A explanação do chefe do Executivo foi focada nas dificuldades econômicas do país e os seus reflexos nos municípios, apontando as parcerias como alternativa de saída para a prefeitura cumprir com suas obrigações. O gestor elencou uma série de ações que pretende desenvolver este ano, com ênfase nas obras que estão em andamento e as que estão em fase de licitação.

O prefeito falou da importância do encontro que marca a harmonia entre os poderes executivo e legislativo. “É um momento importante, onde a gente vem fazer uma represtação de contas, porque na verdade a prestação de contas são os olhos da consciência de quem vê o que foi feito, apesar das dificuldades”, disse.

Walmir Lima, minimizou a ausência dos parlamentares ausentes, inclusive dos petebistas que integram a sua base aliada. “A gente fica muito feliz com a presença dos amigos, mas nós não podemos depositar nossas forças nos homens e a bíblia já diz isso, devemos sim, depositar em Deus”, pontuou.

O petista declarou que a ausência dos aliados não diminui seus ânimos e a sua coragem de trabalhar. O gestor argumentou ainda que não cabe a ele dar explicações sobre a falta de parte do legislativo que o apoia. “Não cabe a mim justificar as atitudes de quem quer que seja, as justificativas devem ser dadas é ao povo”, expressou.

Os trabalhos foram presididos pelo presidente da casa, o vereador Hugo Victor Saundres Martins (MDB). Estiveram presentes ainda os vereadores Simão Carvalho (PSD), Rinaldinho (PP), Wellington Dantas e Evandro Paturi, ambos do Partido dos Trabalhadores.

O presidente do poder legislativo, Hugo Victor, falou que dos faltosos, apenas o vereador Carlos Luís Nunes (PSDB) justificou a ausência. Segundo ele, o tucano se encontra em Teresina acompanhando a esposa em tratamento de saúde. “Nós temos um grupo de Whats App e hoje em dia essa ferramenta facilita bastante a comunicação. Também acredito que todos os colegas conhecem o regimento interno da casa e sabiam que ocorreria a sessão de abertura, mas acredito que cada um teve um motivo para justificarem ausências”, comentou.

Deixaram de comparecer à sessão os vereadores Chaguinha, Dalva Mocó e Zé Luís, do PTB. Também não estiveram presentes Afonsinho e Toinho de Chicá, os dois do Progressistas. E ainda Renato Ibiapino e Valdívia Santos que pertencem ao PRP, outro que seguiu o exemplo dos faltosos foi Dedé Monteiro (PPS).

A primeira reunião de 2018 do parlamento picoense contou com expressiva participação popular, as galerias do plenário Pedro Barbosa ficaram lotadas de servidores municipais, que aproveitaram o momento para protestarem contra os atrasos salariais.

 

fonte; Grande Picos

Responder