Petistas que chegam em São Bernardo do Campo confirmam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será preso logo depois da missa em homenagem à dona Marisa Letícia, que completaria 67 anos neste sábado. Ao chegar ao Sindicato dos Metalúrgicos, o senador Humberto Costa disse que a negociação entre a defesa de Lula e a Polícia Federal fechou o acordo ainda na madrugada.

Há informação de que a prisão de Lula deve ser a mais discreta possível, segundo os negociadores. lula deve sair em carro descaraterizado da PF. De São Bernardo, não se sabe se Lula seguirá direto para o aeroporto de Congonhas ou se passará, antes, na sede da PF de São Paulo.
Outros aliados também admitiram que o ex-presidente será levado para Curitiba ainda na manhã deste sábado. A militância, no entanto, começa a reforçar o cordão humano em torno do prédio, numa forma de tentar evitar que a polícia entre na entidade.

Polícia Federal e a defesa do petista, no entanto, não confirmam oficialmente a informação

SEGUNDA NOITE MAIS TRANQUILA

Lula passou os últimos dois dias no segundo andar do prédio. A segunda noite no sindicato foi muito mais tranquila que a primeira, marcada por música alta e gritos de ordem durante boa parte da noite. Na virada de sexta para sábado, no entanto, foi bem mais pacata. Os gritos de ordem terminaram dessa vez por volta das 2 h, com apresentações de grupos de juventude de partidos de esquerda, como o Levante Popular da Juventude e União da Juventude Socialista.

Os estudantes pintaram a rua com os dizeres “Lula Livre” e dançaram em volta, cantando gritos de ordem. Às 3 h, no entanto, a rua que foi tomada por milhares de manifestantes durante a tarde estava praticamente vazia. A maioria dos manifestantes dormiu do lado de dentro, espalhada em um dos quatro andares do prédio. Apenas um grupo permaneceu nas escadarias do edifício cantando sucessos da MPB como “W/Brasil” e “Pais e Filhos”.

 

fonte; G1

Responder