A formação das chapas proporcionais foi debatida em encontro do PT neste final de semana e o deputado estadual Aluísio Martins (PT) informou que o entendimento interno do partido é de que não sejam feitas coligações para concorrer às eleições deste ano com chapa pura.

De acordo com o deputado, a ideia predominante dentro do partido aponta para a formação de chapa própria, sem outros partidos. Para que o PT possa se fortalecer e eleger até sete deputados, é que Aluísio Martins defende que cada partido possa ter a sua estratégia, assim como os petistas.

“Nas reuniões internas temos defendido que cada partido tem que ter a sua estratégia, então o PT tem a estratégia dele. Sabemos que em 2020 não vai mais ser possível fazer coligações e a nossa ideia dentro do PT é antecipar esse cenário, porque em uma chapa própria o PT teria condição de eleger entre seis a sete deputados”, esclareceu Aluísio Martins.

O encontro do PT aconteceu nessa sexta e sábado, 2 e 3 de fevereiro, no Sindicato dos Bancários, na zona norte de Teresina.

Quanto a importância de manter a independência em relação a outras siglas, o parlamentar explica ainda a chapa pura do PT também evitaria que o partido perdesse volume. Ele diz que o PT vai defender a orientação junto ao governador e partidos da base.

“Então é uma situação que a gente vai insistir juntamente como o governador, com os partidos aliados e é importante que cada partido tenha a sua autonomia, e o PT vai continuar insistindo no sentido de se fortalecer, porque sabemos que é um partido que tem toda uma capilaridade no Estado e não seria interessante a gente diminuir de tamanho, isso se a gente for fazer parte de um chapão”.

fonte ;Parlamento Piauí

 

 

Responder