Lojas estão ofertando vagas de emprego
Foto: G1 PI

O Piauí fechou o mês de maio com saldo positivo na geração de empregos. Porém o número positivo ainda não pode ser completamente celebrado, já que nos cinco primeiros meses do ano há praticamente uma igualdade entre as admissões e desligamentos. Quando os dados dos últimos 12 meses são levados em conta há mais demissões que contratações. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged)

A diferença entre admissões e desligamentos ficou em 836 vagas. Ao todo o mês registrou 7517 admissões contra 6681 desligamentos, um saldo positivo de 0,29%. Contudo, considerando os cinco primeiros meses do ano o saldo é apenas de 0,06%, com apenas 186 admissões a mais que desligamentos. Nos últimos 12 meses a pesquisa mostra que mais pessoas foram demitidas que contratadas. Foram 97201 desligamentos para 92836 contratações, gerando um saldo negativo de 4365 vagas ou 1,48%.

Os dados do Ministério do Trabalho mostram que é o melhor mês de maio desde maio de 2013. Há quatro anos o Caged registrou um saldo positivo de 2231 vagas. De lá para cá houve uma queda progressiva na razão entre admissões e desligamentos, até que em maio do ano passado houve um saldo negativo de 1043 vagas fechadas. Quando são considerados os cinco primeiros meses do ano, em 2016 houve um saldo negativo de 8351 vagas, enquanto em 2017 de janeiro a maio o saldo ficou positivo em 186 vagas.

Em todo o ano passado foram fechadas 12.725 vagas no Piauí, enquanto este ano o saldo é positivo em 186 vagas.

FONTE: G1PI

Responder