O presidente de Serra Leoa, Ernest Bai Koroma, reconheceu que as equipes de resgate do país estão sobrecarregadas após os deslizamentos de terra de segunda-feira passada e pediu “ajuda urgente” à comunidade internacional. “Comunidades inteiras foram arrasadas”, declarou Koroma à imprensa local, durante uma visita ao bairro de Regent, o mais afetado. Na segunda, um enorme deslocamento de terra atingiu a capital, Freetown, deixando centenas de casas e seus habitantes cobertos de lodo. E o número de mortos pelo desastre natural não para de crescer; 600 pessoas estão desaparecidas .

Responder