Fotos: Cidadesnanet

A travesti identificada apenas como Aurinete foi assassinada com uma facada na garganta. O caso ocorreu na madrugada da segunda-feira (01), no povoado Cajueiro, município de Patos do Piauí, a 399 km de Teresina. De acordo com a Polícia Civil de Jaicós, que investiga o caso, antes de morrer a vítima revelou o nome do agressor.

As investigações apontam que quatro pessoas estiveram na cena do crime e que um deles desferiu a facada. A vítima e o suspeito se conheciam e teriam passado o domingo ingerindo bebida alcoólica, de acordo com a polícia.

Familiares de Aurinete serão ouvidos nesta terça-feira (01). O titular da 13ª Delegacia Regional de Jaicós, delegado Miguel Carneiro Correia revela que uma das hipóteses indica que a travesti teria sido atraída para uma emboscada. Ainda não há informações de que o crime tenha motivação homofóbica.

“O crime ocorreu durante a madrugada e tudo indica que a vítima foi atraída para uma emboscada. No trajeto para o hospital, minutos antes de morrer, ela disse quem era o agressor. Já temos muitas informações e estamos à procura dele”, explica o delegado que deve representar pela prisão do suspeito.

Aurinete foi assassinada  em uma estrada vicinal que dá acesso à localidade Morro da Onça. Antes de ser morta, a jovem foi vista na garupa de uma motocicleta com uma amiga. A moto foi localizada e apreendida.

Depoimento de familiares e de pessoas que estavam com a vítima no domingo vão ajudar na elucidação do caso.

Fonte: Cidadeverde.com

Responder