Wellington Dias é acusado de usar o Palácio de Karnak como gabinete...

Wellington Dias é acusado de usar o Palácio de Karnak como gabinete eleitoral

209
0

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) do Piauí ingressou com uma denúncia contra o governador Wellington Dias no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A representação foi ajuizada por conduta vedada e abuso de poder econômico por Wellington Dias realizar várias reuniões com deputados do MDB para a formação da chapa majoritária da reeleição do petista.

A denúncia foi assinada pelo advogado Maklandel Aquino e ajuizada no TSE. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luiz Fux, encaminhou o processo para o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí julgar primeiro.

Em uma das reuniões, o governador descartou Themístocles Filho da vaga de vice

No entendimento do PSOL, quem participou das reuniões políticas eleitorais no Palácio de Karnak praticaram abuso de poder econômico e conduta vedada ao usarem a sede do Poder Executivo estadual. Em uma dessas reuniões, o governador Wellington Dias informou aos deputados do MDB que o presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho, não iria ocupar a vaga de vice-governador na sua chapa. A escolhida foi a senadora Regina Sousa. O MDB teria a vaga de senador para ser ocupada pelo deputado federal Marcelo Castro.

O PSOL denúncia o governador Wellington Dias, o deputado federal Marcelo Castro e os deputados estaduais Severo Eulálio, Themístocles Fillho, João Mádison, Liziê Coelho e Pablo Santos. O Partido Socialismo e Liberdade apresenta várias matérias com fotos publicadas sobre essas reuniões na representação.

A denúncia do PSOL foi revelada pelo jornalista Aquiles Nairó, no Blog Código do Poder.

Responder